07 abril 2015

"Gakkyuu Houtei", Takeshi Obata e Nobuaki Enoki

Olá, tudo bem? O assunto de hoje é mangá, então vamos nessa!

No início de dezembro de 2014 foi publicado o primeiro capítulo do mangá Gakkyuu Houtei, o mais novo mangá de Takeshi Obata, no qual foi um dos criadores de Death Note, e Nobuaki Enoki.

Gakkyuu Houtei é o sistema que foi implementado pelo governo nas escolas de ensino fundamental devido ao grande número de casos relacionados ao mal comportamento, bullying, e dentre várias coisas ruins que a criançada adora fazer com seus colegas. A história se passa numa escola de ensino fundamental no qual houveram dois alunos transferidos para a turma da 6ª série: Inugami Abaku e Hanzuki Pine. Uma das características marcantes de Inugami é a sua habilidade de refutar. Por enquanto não posso dizer muito de Pine, já que parece ser uma garota mimada que possui a ocupação de promotora. 

O primeiro caso a ser resolvido na turma, é nada mais e nada menos do que um assassinato de um peixe. Isso mesmo, e o peixe tem nome, Suzuki-kun. Tudo começou com uma votação iniciada na classe na qual os alunos iriam decidir se iriam comer ou não o Suzuki-kun, que era considerado o bichinho de estimação da classe. Os garotos votaram em comer, e as garotas em não comer, porém, os garotos iriam vencer por vantagem numérica. Mas isso não aconteceu, pois o grupo que votou em "não comer" venceu. Porém, alguns dias depois encontraram apenas os restos do corpo mutilado de Suzuki-kun no aquário. Baseado no que ocorreu, Inugami terá que procurar alguma maneira de defender o réu, seu colega Nanahoshi Tento, que foi acusado de assassinar Suzuki-kun, pois ele fora o último a cuidar do peixinho antes do incidente que levou a sua morte. Afinal, quem matou Suzuki-kun?

Muitos outros casos irão ocorrer, e Inugami terá que ser o defensor de seus colegas, enquanto Pine irá ser a promotora dos casos, acusando o réu. O mangá também nos faz querer saber mais sobre o passado misterioso de Inugami, e mesmo sobre a tal Escola da Ilha Fantasma onde, dependendo do "crime", os jovens considerados culpados acabam sendo enviados para lá.

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Fortaleza, 23 anos, ariana, intensa, impulsiva, passional, empática, feminista, louca, estranha, artista, livre, mente aberta. Música, cinema, fotografia, artes, natureza são minhas paixões. Uma pequena mulher com grandes planos de se aventurar pelo mundo.

 

Wanderlust ©2013-2017. Todos os direitos reservados.

Design, Layout e Programação por Micaela Ramos.

----Voltar ao Topo----