07 março 2015

{Filmes e Pipoca #19} "Apartment" (아파트)

Oi, pessoal! Tudo bem? Hoje tem FILMES E PIPOCA, eeeeeeee! O filme de hoje é o primeiro de 4 filmes que eu assisti nessa semana e eu devo confessar que precisei trazer para vocês, fazia tempo que eu não ficava com medo de olhar debaixo da cama depois de assistir um filme de terror.
Título original: 아파트
Ano: 2006
Gêneros: Suspense - Terror
Faixa etária: 16 anos
Duração: 91 minutos
Direção: Byeong-ki Ahn

Sinopse:
Se-Jin Oh, uma solitária mulher de carreira única que não tem muito da vida social, se muda para um prédio arranha-céus. Um dia ela percebe que todas as luzes nas janelas do prédio em frente começam a piscar misteriosamente exatamente às 9:56 da noite. Ela começa a suspeitar que essas ocorrências são de algum modo ligado a uma série de mortes suspeitas na vizinhança e assim a história se desenrola.
O filme começa com uma mulher solitária e trabalhadora, ela se muda para um prédio novo, conceituado até, mas vive só. Em sua rotina dedicada ao trabalho, ela mal aproveita sua vida. Ela percebe que coisas estranhas acontecem ao redor de onde mora e um suicídio acontece no prédio de frente ao seu. 

Em um noite, voltando para casa do trabalho, ela percebe que está meio que sendo seguida. Em sua parada, ao esperar pelo trem, ela percebe uma mulher vestida de vermelho atrás dela escutar uma música enquanto chora alto, ela decide não fazer nada, mas dá pra notar que ela quer ajudar, porém, fica na sua. O que acontece é que a mulher vai ao seu lado e lhe pergunta se ela é solitária, ao que ela não responde, quando o trem está chegando, a mulher se joga e tenta puxar Se-Jin com ela, não consegue. Su-Jin poderia ter puxado a mulher e evitado que tudo tivesse acontecido, mas ela não o faz, deixando assim a mulher morrer atropelada pelo trem. 

Várias mortes tratadas como suicídio vão ocorrendo e Se-Jin percebe que o caso pode ser sobrenatural. Ela nota que sempre ocorre uma nova morte na casa em que a pessoa apaga a luz antes das 10h da noite. Às 9:56 da noite, as luzes das casas do edifício em frente começam a piscar e a tremeluzir e é após isso que uma nova morte acontece. Logo Se-Jin leva o caso à polícia, que duvida e a manda para casa. 

Não satisfeita, Se-Jin começa a investigar mais a fundo e vai fazendo paralelos entre uma morte e outra de acordo com as mortes e o número das casas que as pessoas moravam. Ela faz amizade com uma moça muito legal e simpática, porém ela depende muito das pessoas do edifício, pois ela é paralítica e tem que depender da ação das pessoas do edifício. Se-jin tenta alertar as pessoas do condomínio de que as mortes que estão acontecendo não são por acaso, mas os moradores ficam com medo e acabam chamando a polícia. 

Se-Jin é ameaçada de ser presa caso a ação dela se repetisse, o que não a faz desistir. Ela encontra apoio em uma menina que mora no edifício supostamente assombrado e logo essa menina faz algumas descobertas perturbadoras e que fazem Se-Jin juntar as peças do quebra-cabeças.

Tomei muitos sustos bobos, adorei os sons de quando a entidade de movia, era algo que dava agonia no ser. A maquiagem e a movimentação do fantasma também foram bem legais. O legal dos filmes coreanos é que eles conseguem colocar drama em tudo e ainda ficar uma trama boa, o caso desse filme. A ideia de uma edifício inteiro ser vítima de um único espírito vingativo foi até legal pra mim, mas o roteiro poderia ter dado uma melhorada no que diz respeito à história sabe? Tudo faz um sentido único e sem igual, mas acho que filmes asiáticos com fantasmas femininos de cabelos grandes cobrindo o rosto e tendo vingança já beem batido! Tá na hora de mudar o disco já. Tirando isso o filme conseguiu ter uma história legal e que te chame atenção, vou logo dizendo que não é aquele filme que vai te fazer ficar com medo de viver, mas você vai chegar a dar umas olhadas para os lados e querer checar debaixo da sua cama. 

Isso é tudo, pessoal.
Comentem aqui embaixo se estão interessados em assistir o filme e se já assistiram, comentem o que acharam. 
Até a próxima!
Beijos da Mi:*

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi, Micaela.
    Eu amo os filmes de terror asiáticos, acho que eles conseguem passar algo que soa como plausível e desperta em nós sensações bem fortes rsrsrsrs
    Acho que o primeiro que assisti foi O Grito, nas duas versões, a norte americana e a japonesa. Depois passei a assistir todos os filmes de suspense e terror asiáticos que conseguisse encontrar e nessa brincadeira perdi a conta de quantos já assisti (realmente eles adoram explorar essa figura feminina de longos cabelos, palidez e que produz um som angustiante).
    Amei a resenha =D
    Bjs =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, flor!
      Exatamente!!! O primeiro que assisti foi o O GRITO também e te juro que fiquei :O. Depois fui tentar assistir filmes japoneses de novo e fiz foi rir e dormir, achei sem noção, já os coreanos... COMO MISTURAR DRAMA E TERROR TÃO BEM? Esses sons que dão agonia eterna kkkkkkkkkkkkkkkkk'
      Que bom que gostou, lindaaaa!

      Beijos :*

      Excluir

Fortaleza, 23 anos, ariana, intensa, impulsiva, passional, empática, feminista, louca, estranha, artista, livre, mente aberta. Música, cinema, fotografia, artes, natureza são minhas paixões. Uma pequena mulher com grandes planos de se aventurar pelo mundo.

 

Wanderlust ©2013-2017. Todos os direitos reservados.

Design, Layout e Programação por Micaela Ramos.

----Voltar ao Topo----