28 janeiro 2015

"Belo Desastre", Jamie McGuire

"Belo Desastre"
Beautiful, #1
Jamie McGuire
Verus Editora
Brochura, 392 páginas, Ano: 2012, ISBN: 9788576861911
Links: Skoob - Goodreads - Amazon - Extra

Sinopse:
Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade.
Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa e deseja evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.
Faz um bom tempo que comprei esse livro. Já estava ansiosa para ler, tendo visto muito algumas blogueiras literárias falando muito bem dele, fiquei muito curiosa para conhecer Travis, sério, não me arrependo. Por ser romance e New Adult, achava que não ia gostar, mas eu sinceramente amei. 

Avassalador. Apaixonante. Louco. 

Por ser New Adult, a história tem como plano de fundo a universidade e sua vida tão cheia. Abby Abernathy é uma garota "comum", pelo menos tenta ser, ela tem um passado sombrio e portanto decide fugir de sua antiga vida indo com sua melhor amiga, America, para uma faculdade bem longe de sua cidade natal. É nessa universidade que Abby conhece um cara bonito, moreno, sensual e saradão, que luta e ainda sai com todas as garotas da faculdade, só para uma noite de sexo casual e no outro dia já nem as olha mais, Travis Maddox, sim esse é o nome dele. Eles se conhecem num lugar não muito casual, num palco de luta no meio de uma multidão efervescente de jovens loucos por briga e sangue, Maddox suja o suéter de Abby com sangue e depois disso ele começa a notar mais a garota e não para de tentar se aproximar. Abby não quer ser mais uma parceira de noitada sexual de Travis e sempre dá um fora nele, só que ele não desiste, alegando não querer levá-la para a cama, aos poucos ela vai cedendo e virando amiga dele, debaixo das milhares de fofocas que percorrem a universidade e da raiva de Shepley, namorado de America e nada mais que PRIMO DE TRAVIS, isso mesmo. Assim que Abby e Travis se conhecem, ele já logo a chama de "beija-flor", o que eu achei particularmente fofo, brega, porém fofo. A amizade deles vai crescendo, mas logo fica claro que ambos têm atração um pelo outro e começa a ficar impossível de se negar. Em meio a brigas, descobertas, beijos e mais e mais brigas, eles vão desenvolvendo um relacionamento que pode parecer absurdo no livro, mas que acontece com muitas pessoas na vida real.

Em relação aos personagens, são todos jovens e universitários, diferentes uns dos outros, mas unidos por vários fatores: festas, bebedeiras, sexo e trabalhos acadêmicos. Travis tem aquela aura sensual em torno dele e ao mesmo tempo é legal, pelo menos com quem não é uma parceira de sexo casual dele, eu achava que iria detestá-lo, mas do contrário, pequei-me gostando de verdade dele, ele é muito impulsivo e imaturo, ciumento demais e isso me dá gastura. Abby é do tipo que tenta lutar contra o óbvio sabendo o que vai acontecer, ela é tão imatura quanto Travis e faz muita burrada, por isso os dois vão brigar muito, brigas terríveis, eu não gostaria de ser vizinha deles. America e Shepley são o casal fofo e inseparável, que acaba brigando, mas sempre permanecem juntos, não conseguem se desgrudar um do outro, ambos são muito amigos e legais, verdadeiros irmãos protetores de Abby.

O design gráfico do livro é lindo demais, foi o que me chamou atenção em primeiro lugar, sinceramente, eu fiquei babando. A borboleta frágil dentro do pote de vidro sugere tantas coisas a respeito dos relacionamentos no livro que sério, só lendo pra você entender. A diagramação é muito simples e a folha é aquele pólen leve, que tem uma textura não tão lisa e que não deixa o livro escorregar na sua mão, adoro a fonte e o espaçamento, não tem muita coisa poluindo a página, o que torna a leitura rápida e muito gostosa. 

Recomendo para pessoas que gostam de romances loucos e diferentes, que apesar de diferentes, são intensos e cheios de surpresa. Também recomendo para maiores de 16 anos, até porque o livro é um New Adult, ou seja, as cenas e palavreados não são muito recomendados para menores de idade. Até a narrativa é mais chamativa para quem está na época de faculdade, etc e tal. 


Isso é tudo, pessoal.
Deixem aqui nos comentários o que vocês acharam do livro, se pretendem ler, etc e tal.
Até a próxima!
Beijos da Mi:*

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Já ouvi falar bastante desse livro, mas não tinha lido resenha ainda. Eu adoro a capa e passei a gostar mais depois do que você falou sobre como ela representa a história. Acho que nunca li um livro new adult, pelo menos não lembro, e achei bem interessante. Eu tô na faculdade e acho que seria muito legal ler um livro no qual eu pudesse identificar traços da minha rotina.
    Esse Travis parece bem ser aquele tipo de personagem que a gente acha um porre e ao mesmo tempo é apaixonada. haha Adoro, fiquei com muita vontade de ler!
    Gostei muito da sua resenha, especialmente por ela ser tão bem organizada e retratar bem cada aspecto da obra.
    Beijos

    raquelcarmim.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente comigo a mesma coisa, eu sempre escutava falar, mas eu acabava não lendo as resenhas. A capa dele é linda demais né? Exatamente a proposta do New Adult, fazer os novos adultos se identificarem.
      Fico feliz que tenha gostado, flor.
      Obrigada :D
      Beijos :*

      Excluir
  2. Estou louca por esse livro, mas nunca tinha achado uma resenha boa para me convencer totalmente a compra-lo e a sua fez isso. Confesso que o que me deixou mais encantada foi a capa, sou apaixonada por borboletas. Um livro fantástico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeee que maravilha, conquistei alguém para ler! WOOHOO kkkkkkkkkkkkkk'
      Eu também sou apaixonada demais em borboletas ♥
      Beijos :*

      Excluir

Fortaleza, 23 anos, ariana, intensa, impulsiva, passional, empática, feminista, louca, estranha, artista, livre, mente aberta. Música, cinema, fotografia, artes, natureza são minhas paixões. Uma pequena mulher com grandes planos de se aventurar pelo mundo.

 

Wanderlust ©2013-2017. Todos os direitos reservados.

Design, Layout e Programação por Micaela Ramos.

----Voltar ao Topo----